R-47 - Veneno popular

Toda bandeira hasteada
Como sinal de orgulho
Não manifesta pro mundo
Veneno popular

Arrimo de família
Que vive em cima do muro
E não consegue dormir
Por não acreditar

Mas afinal,
Se somos ordem e progresso
Por que será que o progresso
Está tão longe daqui?
Está tão longe daqui... longe!

Ó minha mãe perdoa
Se um dia eu te fiz chorar
Verás um filho teu lutar

E o teu futuro espelha
Cada semente que plantar
Loucura é crer e não mudar


Cada caneta que assina
E legaliza a propina
E alimenta a sina
De quem se obriga a votar

Se aquela cara da esquina
Modificar sua rotina
Quando chegar lá em cima
Pode fazer melhorar

Mas afinal,
Se nacional é o congresso
Por que será que a ordem
Está tão longe daqui?
Está tão longe daqui... daqui!

Ó minha mãe perdoa
Se um dia eu te fiz chorar
Verás um filho teu lutar

E o teu futuro espelha
Cada semente que plantar
Loucura é crer e não mudar

Lyrics licensed by LyricFind